sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

ERA UMA VEZ...


Era uma vez uma família feliz, que resolveu comprar um lote, e ficou mais feliz ainda.








Tudo bem, que olhando assim, parece que a família comprou um pedacinho de alguma selva ou matagal, quem sabe área de preservação permanente, mas não: era um lote mesmo. E um lote "urbano", desses poucos que ainda tem 360 m2, sabe como é.




Bem, a família feliz então colocou a mão na massa: com muito suor e esforço de todos os membros masculinos (um dos membros femininos estava atrás da câmera, para registrar o momento, e a outra, fiscalizando o trabalho), a coisa foi se modificando. Veja só meu filho mais velho trabalhando "pesado" no lote! O maridão então...






Então, depois de um loooongo e exaustivo trabalho (tá certo: do marido), a paisagem selvagem do lote se modificou drasticamente e eis que surgiu o oásis de uma provável construção civil, o paradisíaco futuro canteiro de obras, o mais belo, mais topograficamente perfeito:


LOTE DA FAMÍLIA FARIAS!!!!!


ÊÊÊÊÊÊÊÊÊ!
Meus Deus: dá até pra ver o chão do lote!
Não, não é mágica: é enxada mesmo!!!
Fim da primeira parte da História!

0 comentários: