quarta-feira, 30 de junho de 2010

Banco de... Molas?!


Um dia desses nossa Kombi estava quebrada (coisa rara! Novidade! Ui) e na oficina onde meu marido a levou, tinha em um canto esquecido um monte de pedaços de molas de caminhão jogadas. Então me recordei dessa imagem, que eu já tinha em meus arquivos, mas não sabia de onde tinha tirado. Aí, fuçando o site SMALL PLACE STYLE, eis que me deparo novamente com essa maravilha. Olha bem que coisa lindaaaaaa! A cozinha toda é fofa, na verdade, com esse ar rústico, a ilha que também é balcão de refeições, madeira patinada, essas luminárias... Esse chão, quase que parece a nossa boa e velha ardósia. Rsrs! Mas esses bancos de molas são muito lindos. Meu marido disse que não é difícil achar essas molas em Ferros Velhos e que nem devem ser muito caras. Algumas, inclusive, não se prestariam a mais nada mesmo, mas para os banquinhos lindos aí da foto, dá! Reaproveitamento, meu bem!
Enquanto isso, na minha obra, essa semana, vai chegando alguns materiais, bem devagar, porque o mestre de obras, essa semana está trabalhando na laje da casa dele. Ninguém mandou eu (leia-se meu ex-patrão) demorar com o material, certo. Então, o material vai chegando e a gente vai se virando para arrumar alguém para colocar para dentro. Depois falo mais sobre isso e junto umas fotinhas. Semana que vem, acredito, a obra vai voltar com força!
Euzinha estou, hoje, oficialmente desempregada. Ontem tivemos uma cena lamentável, meu patrão e eu. Ele não quis entender que não posso ficar em casa sem receber ao menos seguro desemprego, e que preciso de meus documentos liberados para conseguir outro emprego e ficou, como eu diria... Nervoso. Com muita ignorância, mandou fazer minha rescisão, como se fosse um absurdo muito grande eu está pedindo isso. E depois de 5 anos trabalhando juntos, eis que, pela primeira vez nessa minha muito curta vida, tenho problemas com uma empresa. Saí de lá chorando, passei mal. Foi péssimo.
Gosto muito dele, sabe, pois é um bom homem, mas está numa fase péssima. Gostaria de ajudá-lo de alguma forma, mas dessa seria impossível para mim, com três filhos. Realmente, eu preciso de minha rescisão, para entrar com o seguro desespero (opa), quero dizer, desemprego.
Mas agora, vida nova! Estou bem e vou ficar um pouco quieta até o dia da rescisão. Enquanto isso estou com meus filhos. Ah, hoje também tive notícias de um outro serviço para fazer em casa mesmo, no computador e, se der certo e for legal, vou ficar por aqui mesmo, olhando meus filhos de perto e cuidando de minha casa também. Torçam por mim!

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Hoje sou obrigada a repetir: Tô boa não!


Tô boa mesmo não, minha gente...

TÔ ÓTIMA!
HAHA-HUHU! HAUHAHAHAHAU! (e todas essas interjeições loucas da net!!!!)

Eu tava doidinha para escrever este post. Tava até ensaiando, sabe! Pois é, meu patrão adiantou (depois de muito choro, lamúrias, pedidos, etc) uma parte de meu acerto. Dá para os materiais do alicerce!
Tá, tudo bem que ainda vou ficar pendurada com o FGTS que ele ainda tem que pagar para me liberar e, consequentemente, não terei, por enquanto, como entrar com o seguro desemprego... E, segundo ele, por enquanto (quanto tempo será "por enquanto"?) não tem como fazer esse acerto, e a partir do dia 1 estou oficialmente desempregada (uma desempregada "presa" na empresa porque não deu baixa na minha carteira) e sem "salário"... (ui!)
Mas uma coisa de cada vez, certo? Mesmo porque, se Deus quiser tenho um outro emprego mais ou menos no jeito e espero que o patrão novo tenha um pouco de paciência em assinar minha carteira, que ainda está sem dar baixa...
Bem, mas o importante é que pelo menos dá para dar uma respirada na obra, com essa parte.

Só isso é motivo de muita alegria! Eu vou me deixar ter o gostinho de alegria agora. Uma respiradinha...
Amanhã, acredito, vai chegar o primeiro caminhão de areia na obra (essa parte é para outro post).
Obrigada a todas(os) pelo apoio e a torcida! Tenho certeza que foi decisivo!

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Mimos de Lojas "A partir de R$1,99"!!!



Bem, na verdade o título deste post não está totalmente verídico não, porque alguns dos mimozinhos que adiquiri foi numa loja "Tudo por 1 Real" que tem aqui perto do meu serviço. Tudo, tudo, tudo é um real mesmo, acredita? Se a gente olhar direitinho, acha umas coisinhas muito interessantes a 1 real, garanto.
O caso é que eu estava assim meio que borocochô e, passando por esta loja, vi umas coisinhas e resolvi levar para a casinha (ai, ai, ai!  :(  Buaaaaaaá) nova.
Eis os mimos da "Tudo por 1 real": (DESCULPEM A QUALIDADE DAS FOTOS!!! TAVA DE NOITE, DE PERTO E COM FLASH RUIM, JÁ VIU, NÉ?)
Mini canequinhas (Já falei que eu AMOOOOO canecas e xícaras?) que achei assim, lindinhas de mais!
Vasinhos lindinhos. Eles têm uns 10 cm de altura. Um deles vai ficar na mesa de cabeceira da cama do futuro quarto (  :( - Ai, ai...), com lindas florezinhas...
 Estes sim, são de lojas "A partir de R$1,99":
Duplinha-de-saleiro-"porquinho"-no-cestinho-com-paninho-xadrezinho (R$3,49). Achei simplesmente FOFO! Timer vermelhinho, fofinho e... Funciona! Rsrs (R$4,99). Este eu ganhei de minha amiga Fabiana que foi na loja comigo e resolveu fazer esse carinho!
Mais uma vez, desculpem-me a qualidade das fotos, mas de noite e de perto não fica muito bom mesmo. Depois eu tiro de dia para dar para ver as xicaraszinhas melhor.

terça-feira, 22 de junho de 2010

TOP BLOG

Não é legal?!!! Meu bloguinho rescém nascido foi indicado!
VOTE EM MIM!
Sabe que eu nunca pensei que diria/escreveria esta frase... Ainda bem que não comecei a prometer nada. Rsrsrsrs

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Que idéia genial!!!!

Quero agradecer a força! O povo não gosta muito de deixar comentários não (leia-se "Apanham" rsrs) mas manda email, que gracinha! Brigaduuuuuu!
Não, ainda não resolveu. Pra melhorar a coisa, o patrão viajou (sem avisar ninguém) e ficou a semana toda fora (de contato). O que me deixou assim, mais segura ainda, certo? Continuo muito triste e com aquele ímpeto de desespero-de-causa aprisionado, sabe? Mulher a beira de um ataques de nervos... Mas tá bom...
Na verdade, eu não estava querendo postar. Sem graça, entendeu? Mas me deparei com uma idéia GENIAL e não resisti. Afinal, a vida continua e o blog também...
Vamos lá: dá uma olhada na imagem aí de cima. Uma placa de algum metal pregada na parede ou em uma outra placa de mdf... Aí a gente vai em loja de artigos para fazer sabonetes e perfumaria (eu sei porque faço sabonetes artesanais e lá eu já achei) e compra uns potinhos pequenos, com tampas. Como eu faço também biscuit e fiz rescentemente umas lembrancinhas de bebê para uma amiga, fui em uma loja aqui perto do meu serviço, na Rua São Paulo (Centro de BH) comprar uns potinhos sextavados pequenos (40 ml), para decorar a tampa. Se não me falha a memória, custam cerca de um real e pouco cada um, com a tampinha, que é douradinha. Acho que o tamanho deles vai ser ideal para o projeto, além do fato de, por serem sextavados, possuem faces retas para pregar o imã. Sabe do que estou falando? Olha aí:
Tem também nessas lojas uns potinhos de plástico que são tão translúcidos quanto vidro. Podem ser uma boa pedida, para não pesar muito e não precisar de um imâ muito grande...
Bem, continuando, você cola o imã (Superbonder? Cola Quente? Massinha de Biscuit? Epoxi?) e coloca no painel de aço, alumínio, ferro, seja como for...
Se quiser inovar, pode cobrir o painel com papel contact, ou pintar, ou decorar de maneira que harmonize-se com sua cozinha.
Aqui tem o PAP. Em english, mas mesmo não "speakando" o idioma, dá para entender.
Achei a idéia fantástica e preciso registrar para lembrar de fazer na minha cozinha...     :(   Se eu conseguir construir... Ai, Meu Deus!
Deixa eu mudar de assunto correndo, pra não ficar triste. Mas cês viram como eu sou prendada? A mulher que vos escreve faz tricô, borda ponto cruz com avesso perfeito, bordado livre também, consegue fazer pequenos trabalhos em crochê, consegue se aventurar no mundo da custura, faz biscuit, trabalhos em jornal, sabonetes e cosméticos artesanais, etc, etc, etc, etc (tá bom, não tem tanto etc assim não...). Estou desperdiçada... Rsrsrs - Brincadeira, pra descontrair!
Vou me esforaçar muito pra minha futura casa nova (ai que vontade de chorar de novo) não seja "casa de ferreiro com espeto de pau". Tomara que eu consiga!

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Tô boa não...

Tô chateada. Mais que isso, estou quase histérica. O que está se arrastando a 3 semanas, vai se arrastar um pouquinho mais: o meu acerto. Tem certo apenas no nome, porque agora tá bom é de chamar incerto. Estou com aquele gosto na boca de "Estou sendo enrolada...", sabe? Conversinha mansa pra cá, sorrisinho prá lá, amanhã te falo certinho prá acolá... E NADA!
Era ontem a resposta definitiva (estava tudo CERTO pra essa semana) e agora a resposta definitiva é SEMANA QUE VEM... Ontem me deu uma semi-crise-de-desespero-de-causa-seguida-de-muito-choro e parece que vi minha casinha voando pela janela. Chorei muito, fiquei muito triste e, quem me conhece, sabe como eu sou um tanto dura (leia-se pessoa seca e difícil de demonstrar os próprios sentimentos). Fiquei arrasada. Queria ir embora, chutar o balde, sabe? Mandar tudo pro alto. Mas aí meu marido conversou comigo, me lembrou que tenho 3 filhos (não, eu não tinha esquecido deles não) e pediu que eu ponderasse.
E aqui estou eu novamente, na empresa em que trabalho. Chorando a toa (nem eu tô me aguentando) e engolindo a enrolaçãozinha básica, que me parece uma forma cordial de dizer: "esquece isso, menina! Nem acerto nem desacerto".
Eu realmente sou uma criatura que não desespera com facilidade, apesar de ser afobada. Mas ontem e hoje, estou assim a flor da pele.
E a obra lá parada, mestre de obras de cima de mim, cobrando material pra trabalhar...
Tenho o dinheiro para a mão de obra dele, entendeu, mas para o material a coisa apertou, porque eu estava contando com este acerto, já que tudo estava definido, prometido, confirmado, aceito, jurado... Então, levando-se em conta que ficarei desempregada, não tenho como tirar o dinheiro da mão de obra e comprar material, senão eu coloco o empreiteiro em situação igual a que estou agora, e seu eu não estou gostando, imagina se ele vai gostar?
Meu patrão fala e refala, explica, pede calma, sorri, fala baixo, fala alto, se explica, desexplica, protesta, admite...
Não, não vou levá-lo na Justiça. Ingrata eu não sou não. Tomar prejuízo é melhor que se haver com a consciência. Mesmo porque, a culpa não é dele de estar sem o din-din. É uma boa pessoa, afinal, mas enrolado, isso ele é. Ele podia apenas não me enrolar, sabe. Falar abertamente, claramente.
Diz ele que vai resolver. Vou esperar. Bem, na verdade, não tenho outro remédio. Prisão sem muros...
Meu marido me disse que vai levar a obra com acerto ou sem acerto. Como ele é um homem de palavra e até hoje nunca me disse que faria algo e deixou de fazer (raro isso, não?) eu fiquei mais tranquila. Diz ele que, se for preciso, vai vender nossa Kombi (sim, temos uma Kombi, que está parada com defeito e que não vamos consertar agora por causa da obra. Mas isso é história para outro post. Depois eu conto).
Vamos ver.
Pronto! Falei! Desculpem-me, gente: puro desabafo. Estou me sentindo até melhor! Volto ao normal em breve. Não consigo ficar triste muito tempo, Graças a Deus. É só um freniquito passageiro de mulher.
Se Deus permitir, um outro post sobre o assunto vai ser para dar a excelente notícia de que agarrou sim, mas deu tudo certo!
Obrigada por me ouvirem!

terça-feira, 15 de junho de 2010

Mais idéias com Rolhas

Hoje, ao vir para o trabalho, passei pelo nosso queridíssimo Mercado Central, e, passando pela loja que eu adoro, porque vende garrafas lindas (e baratas!!!!!!), vi as rolhas. Então, decidi completar o post de ontem e fazer a coisa direito, agora.
Começando pelo preço: os preços variam entre R$ 0,08 (isso mesmo, oito centavos) a R$ 0,40 para o tamanho de rolha que estão nas figuras. A mais comuns variam de R$ 0,08 a 0,15. Algumas mais claras, outras mais escuras, dando para fazer um trabalho muito bonito. Bem, se no mercado está este preço, corre-se o risco de achar rolha mais barato ainda fora do mercado.
E, para completar mesmo a idéia do post anterior, mais exemplos de utilização. Olha lá em cima, como ficou linda a parede inteira de rolhas! Faço idéia o trabalho que deu para colocar.
Ali, está em uma cozinha. Quem gosta de bebidas e tem adega, por exemplo, imagina como ficaria, hum?
Vamos a mais idéias:

Amei a casinha de passarinhos e do descanso de panelas de "bolachinhas". Fácil de copiar, não?
Olha um PAP de porta retrato:

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Obra de arte feita de... ROLHAS!

Achei tão lindo que resolvi postar! Olha que coisa. Me fala que isso não é fácil de fazer: uma peça de MDF, rolhas (aqui parecem de tamanhos iguais mas de alturas diferentes), cola quente, talvez? Ou outro tipo de cola, hum?
 E não precisa nem ser assim, apreciador de bebidas, para juntar essas rolhas não. Por exemplo, aqui no Mercado Central de BH, que aliás fica pertinho de onde eu trabalho, tem uma loja que vende rolhas, de todos os tamanhos. No meu caso, é o jeito, pois ninguém lá em casa bebe bebidas alcóolicas, e praticamente não uso outros produtos que venham com rolhas, o que inviabiliza eu juntar! Rsrs.
Achei essa imagem na internet e, quando fui abrir, o site não abri, só consegui abrir a imagem, portanto me desculpem não colocar a fonte. Se souberem, me falem, que eu coloco.


A OBRA:

Sem novidades! Somente um ajudante que se desintendeu com o mestre de obras, pois havia cobrado x para fazer alguns serviços e, na hora de receber, queria y (entenda que y, neste caso, é bem maior que x), e isso trouxe um certo extress, mas foi resolvido, pagando-se o y para o ajudante, para acabar com o problema. Ele somente não vai mais trabalhar em minha obra.
Enquanto a ferragem não chegar, impossível continuar.
Hoje, vou ver o que acontece e, se não houver outro jeito, amanhã vou me munir de cartão de crédito e comprar a ferragem.
Tomara que eu não tenha que resolver assim!

sexta-feira, 11 de junho de 2010

PAP Luminária de Sisal - Eu quero fazer!


Notícias da construção: Bem, hoje meu patrão ficou de me dar o dia certo da semana que vem que vai sair o dindin. Então, hoje é dia de ajudá-lo a se lembrar disso. Quando ele chega, quando sai para o almoço, quando volta... Vou ajudá-lo direitinho lembrando-o algumas (muitas) vezes durante o dia. Por isso mesmo, estamos no aguardo. Já o mestre de obras está assim meio... chateado com o rapaz que ele contratou para furar os tubulões. Porque o rapaz furou a metade deles (5), mas sem fazer as chamadas "sapatas", pegou a metade do dinheiro e sumiu. Então ele teve que contratar outro sujeito para completar os 5 tubulões, e furar os outro 5. Nisso, existe um pequeno prejuízo aí.
Só para esclarecer: Não estou construindo um prédio não. É que aqui na minha região, qualquer buraco do alicerce é chamado tubulão. É nome e não especificação técnica e todos os pedreiros, mestre de obras, ajudantes e até os engenheiros aqui se comunicam usando a palavra Tubulão.
Mas, voltando ao assunto do post, lá na minha obra já havia um cano daqueles de PVC, de esgoto. Claro que, como cano, o coitado já não serve, afinal estava lá jogado e já meio danificado. Mas está lá. E como ninguém até agora se incomodou com ele, lá ele continua.
Só que, de repente, eu me dou com essa linda luminária de sisal, e já estou pensando no dito cano com estrelas no olhar. Por que? Veja abaixo o PAP, que foi tirado daqui.

Material:

1 Pedaço de Tubo de PVC de 100 mm;
Vaselina Liquida;
30 Mt de Corda de Sisal;
500 G de Cola Branca;
1 Cx de Clips


Modo de Fazer:

Faça um corte no sentido Vertical do tubo;
Passe a vaselina em todo o tubo de PVC;
Enrole a corda de sisal no tubo de PVC no sentido Vertical prendendo as pontas de cada extremidade com um clip até envolver todo o tubo. Faça esse processo duas vezes.

Em seguida enrole a corda de sisal no sentido Horizontal em todo o tubo quantas vezes achar necessário de forma a preencher os espaços vazios que ficarem no seu molde. Para finalizar deixe um pedaço de corda como se fosse uma alça, isso ajudará a manusear a luminária quando estiver secando.
 
Dissolva 500 g de cola branca em duas medidas igual de água. Banhe toda a peça com essa mistura, você pode usar um copo para ir despejando a cola sobre à luminária.
 
Depois que a luminária já estiver completamente encharcada de cola, pendure-a pela alça e deixe secar por volta de 24h.

Após o processo de secagem, você vai notar que a estrutura da luminária está toda rígida, então é só retirar os clips um a um, cortar as pontas que foram presas pelos clips, e para tirar do molde bastar pressionar o tubo onde foi cortado.
Eu quero 3 para colocar na sala de jantar de minha casa, talvez em alturas um pouco diferentes, manja? Achei muito linda para dar um ar assim rústico ao ambiente.
Me aguarde, cano!

quarta-feira, 9 de junho de 2010

ALERTA GERAL: Preços de Materiais!!


Eu praticamente bati um récorde! Minha obra acaba de começar e já vai ter um atraso: é que meu patrão deu um jeito e vai acertar comigo não mais com material, mas com dindin $$$$! Porém, somente semana que vem. Enquanto isso, a obra vai devagarzinho, ajeitando aqui e ali, esperando eu comprar o material, o que vou fazer assim que estiver com o dinheiro na mão, porque à vista, meu bem, a economia é enorme! A diferença é GRITAAAAANTEEEEE! Chega a ser absurdo.
Bem, por causa desta mudança de planos, estou fazendo uma cotaçãozinha, dos seguintes materiais, acompanha comigo:

• 01 Caminhão brita 1
• 01 Caminhão areia lavada grossa
• 01 Caminhão areia lavada média (alvenaria)
• 01 Caminhão Pedras
• 13 Barra ferro 5/16
• 53 Barra ferro 4.2
• 31 Barra ferro 3/8
• 4000 tijolos 29x19x9
• 500 blocos 020 (para arrumar o muro lateral, que depois eu conto porque)
• 30 sacos de cimento (cimento não tem jeito de comprar tudo não. Não compensa e estraga)
• 5 Kg prego 18x30
• 3 Kg prego 17x21
• 10Kg arame PG7
• 10Kg arame PG 18

Vamos anotar que essa é uma lista preliminar. O cimento não é bom armazenar toda a quantidade, pois pode empedrar. E eu não tenho condições adequadas de armazenamento, assim para quantidades grandes. A quantidade refere-se a carga fechada, que fica mais barato. Depois eu vou colocando os "acréscimos" que eu tenho certeza que irão haver. Já os tijolos, acredito que irão sobrar. Mas como existirão benfeitorias no lote, vamos lá.
Falando de valores e contas:

Peguei alguns anúncios no jornal Balcão, no catálogo telefônico (Construguia) e tenho telefone dos 4 melhores depósitos do bairro.
Pasmem: essa mesma lista deu preços tão diferentes, que é de revoltar o ser humano. Em um senhor chamado Davi (um encanto de pessoa), cujo telefone peguei no Balcão, toda essa lista deu R$ 6.250,00 à vista, entregue na obra. E ele ainda me disse: "A senhora olha, pode fazer outros orçamentos e me trazer aqui, que eu cubro, viu. A gente negocia. Não decide antes de falar comigo não!". Foi atencioso, explicou coisas, gentil, educado.
Essa mesma lista, tirando os pregos e os arames, em um outro depósito cujo anúncio está escrito: Garantimos os Melhores Preços!, e onde fui muito bem atendida também, com muita gentileza, educação e interesse, a lista deu R$ 8.503,00!!!!! Mas à vista, sai por R$ 7.800,00!!!!
Ui! E nos depósitos do bairro, a coisa piora mais ainda. Quer ver que bonitinho: Achei caminhão de 10m3 de areia por R$ 660,00. O mesmo caminhão tem os outros seguintes preços: R$ 580,00 (no depósito que deu R$ 7.800,00), R$ 540,00, R$ 430,00, R$ 470,00... A pedra, achei por R$ 470,00, R$ 480,00, R$540,00, R$660,00 (no bairro), R$600,00 (no depósito que garante os melhores preços). O ferro 3/8 foi ilário: achei por R$ 44,80, R$32,90, R$ 28,00... Eita. Cimento também é ótimo: R$ 17,00, R$ 19,00, R$ 16,80... Tijolos: R$ 440,00, R$ 590,00, R$ 480,00, R$600,00 - o milheiro!!!
Os piores preços foram, sem dúvida, nos depósitos do bairro. A mesma lista beirou os R$ 10.000,00, e isso porque eu falei que era a vista!
SOCORRO!!!
Minha amiga, meu amigo: PESQUISE, PESQUISE, PESQUISE MUITO. Depois, PESQUISE MAIS UM POUCO. Dá uma olhada em bairros próximos. Às vezes até em cidades próximas, mesmo com o carreto, sai mais barato. A coisa é absurda.
É bem certo que tem coisa que não dá para fazer economia, mas no caso aqui, olhei a qualidade e até marcas, em alguns ítens. Na lista mais barata, por exemplo, se eu quizesse uma areia piorzinha, ia ficar mais barato. A areia que estou olhando é de uma qualidade razoável. Os tijolos também. O cimento, é a mesma marca, todos esses preços. Então, não tem nada que possa justificar essa variação de preços não, entendeu? São quase R$ 4.000,00 de diferença por coisa nenhuma! Aliás, digo mais, alguns dos preços mais caros, referem-se a outras marcas similares que, não são ruins de tudo não, mas não são as que eu queria também, porque no depósito não tem. E se tivesse, seria mais caro ainda! Tá pensando...
Tendo dinheiro na mão e muita disposição para negociar (negociar não significa de jeito nenhum depreciar o produto ou serviço da criatura, viu?) com humildade e ao mesmo tempo com firmeza, sabendo o que se quer, enchendo-se de informações, pode economizar 40% de seu suado dinheirinho! Mas vou te falar uma coisa: Mesmo a prazo, a diferença é muito, mas muito, mas muito grande também. Na verdade, a diferença até aumenta, pois tem gente aqui que me dá 3 a 8% de desconto à vista, mas tem gente cuja diferença entre à vista e a prazo (PASMEM de novo) está chegando à casa dos 30%. Sério...
Dê valor ao seu suor, minha amiga e meu amigo. Soe mais um pouco e mão no telefone. Ou perna na estrada. Ou pneus...
Como, segundo explicou meu patrão, semana que vem vamos resolver isso, provavelmente vou lá no estoque do Sr. Davi e vou fechar negócio, olho no olho, é claro. Combinar, fazemos por telefone, mas fechar, somente olho no olho. Não quer dizer que assim ninguém se aborrece ou é ludibriado, mas a chance diminui um tantinho, né.
Bem, NÃO ESTOU GANHANDO ABSOLUTAMENTE NADA COM ISSO, mas se alguém mora em BH/Contagem ou Região Metropolitana e quer o telefone do Sr. Davi, comenta aqui com email que eu mando. Eu realmente acho que, o que é bom, a gente deve compartilhar..

domingo, 6 de junho de 2010

Viva! Buracos...



Sim, eis os "tubulões"! Eu nunca achei buracos tão lindos. Visão maravilhosa, obra de arte!

Dois metros de altura de pura poesia. E a poesia se chama: OBRA.
Estou sentimental hoje, não? Meio que filosófica...
Para o clima ficar mais colorido, eis o canteiro de obras arrumado, porque meu marido e eu carregamos pedras, movemos a areia, a brita, etc., e a nossa melhor obra no meio da obra que iniciamos.
Linda obra, não? Estava falando dos meus filhos. Pequenininhos, aí no meio. Tá, a obra também tá linda, pelo menos para mim, mas eu sou suspeita.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Primeiras fotos da OBRA



Agora, a gente não vai mais no lote! Vamos na OBRA!
Já começou sim! Hoje inclusive começou a operação tatu, com a furação dos tubulões, cujas fotos só vou tirar no sábado. Essas fotos aí são de hoje de manhã.
Mas já está com cara de obra, com a "tabeira" armada como está.
Vamos às fotos.
Eu estava tirando estas fotos daí de baixo, e o mestre de obras me perguntou, estranhando: "o que você está fotografando?" e eu respondi: "minhas paredes". Ele ficou confuso e depois começou a rir. Ora, mas me diz que não dá para ver as paredes? Para mim está nítido:

Viu aí minhas paredes?
Meu marido e o mestre de obras resolvendo assuntos muito importantes. Viu aí a seriedade? Assuntos primordiais!
Mais fotos:
E, para finalizar, a obra de arte que, apesar de não está plantada em nosso lote, nos brinda com essa belezura toda:

Pode falar... Não é linda esta primavera em meu muro? Obrigada vizinho, por cuidar tão bem de sua primavera!
Hoje, descobrimos que meu lote plano, não é assim tão plano, apesar de parecer muito plano. Tem uma caída de 1 m, acredita? Isso gerou um tanto de polêmica, idéias absurdas, como dessaterrar todo o lote ou somente onde será a casa e fazer a área de laser mais alta, segura por um pequeno muro de arrimo... Ai, Jesus! Mas, resolvemos a questão, batendo o pé, é claro, e dizendo o que queríamos, mesmo dando mais trabalho. Então, para a casa não ficar suspensa e flutuando e nem enterrada, vamos dividir a razão e na sala, haverá talvez 2 degraus, pois será + ou - 50 cm mais alta e na parte de traz, 50 cm abaixo. O bom é que, sem querer, vai acontecer o que eu quero: isso nos vai "obrigar" a tirar aquele degrau horroroso que tem no meu passeio, por causa da entrada de carros.  
Sábado vou tirar as fotos dos "buracos". Estou até ansiosa! E muito feliz também.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Começou!!!! Êeeeeee!


Viva! Começou! Soltem fogos! Estou tão feliz!
O que? A minha construção, oras! Ontem quase eu postei que havia começado (estava mesmo marcado para ontem) mas fiquei com medo de postar e alguma coisa sair errado. Pois é, o mestre de obras não compreendeu umas medidas que eu coloquei no papel e não começou a furar. Mas já fez umas marcações. Foi lá em casa ontem a noite e esclareceu as dúvidas. E confirmou que hoje começa a operação tatú! Eba!
Amanhã vou lá tirar muitas fotos dos buracos e posto depois.
Agora, a próxima novela é a dos materiais. Vou contar porque:
Eu trabalho em uma transportadora e construtora. Já fazem alguns anos. Meu patrão sentiu drasticamente a crise e está num aperto danado, quase fechando as portas. A coisa tá feia. Como sabe que eu queria construir, e eu sei que dinheiro para ele é artigo em falta, fizemos um acordo. Como ele tem alguns créditos em outras construtoras, fiz minha lista de material (ferragem, cimento, blocos, tijolos, areia, brita, pedra, etc) e fiz orçamentos. O menor orçamento eu apresentei para ele. Fiz para que desse mais ou menos o valor de meu acerto hoje. Então, ele vai utilizar o crédito que tem e me enviar os materiais, e descontar de mim quando for acertar. Bom para ele, porque não vai colocar a mão no bolso, bom para mim, que estou "comprando" o material como se fosse a vista, de um dinheiro que ainda não tenho. Ainda não tem previsão de eu perder meu emprego, mas tanto ele como eu sabemos que, quando acontecer, vai ficar muito difícil acertar comigo. Não agora, claro!
Em outras palavras: ele fez um grandissíssimo favor para mim!
Porém, agora ele tem que enviar o material para minha obra e está na dependência da outra construtora. E eu aqui pressionando, porque, apesar de ser uma ótima pessoa, ter um coração incrivelmente bom, ser uma pessoa extremamente humana, é esquecido e enrolado que dói!
Estou aqui com meu receios de que estas entregas acabem por atrasar minha obra, pois já necessitamos dos materiais na próxima semana. Claro que eu já disse isso para meu patrão.
E eu ainda tenho o marido me pressionando muito, com medo de dar alguma coisa errada.
Socorro! Pressão! Ufa...
Vai dar tudo certo, se Deus quiser.
Bem, esquecendo estes receios, EU ESTOU MUITO FELIZ! COMEÇOU!
Bom feriado.